Obama pode fazer viagem histórica a Cuba em 2016

Cerca de um ano após o anúncio da retomada de relações bilaterais entre Estados Unidos e Cuba, o presidente norte-americano, Barack Obama, pensa em realizar uma viagem histórica à ilha.    

O próprio Obama disse, em entrevista ao site "Yahoo", "querer muito" visitar o país e que deseja fazer isso durante seu último ano de mandato, mas isso só será possível se ele puder se reunir com dissidentes cubanos.    

"Se eu for, tem que ser com a condição de que eu possa falar com todos", disse. "Deixei muito claro em minhas conversas diretas com o presidente [cubano Raúl] Castro que continuaremos tentando alcançar aqueles que querem ampliar o alcance da liberdade de expressão dentro de Cuba". "Se eu puder dizer com confiança que estamos vendo algum progresso nas liberdades e possibilidades dos cubanos comuns, eu adoraria aproveitar uma viagem como forma de enfatizar esse progresso'", concluiu.    

O norte-americano ainda deixou claro que uma decisão sobre o caso deve ser feitas nos próximos meses. Fontes da Casa Branca informaram que uma eventual visita seria a consequência lógica da retomada anunciada em 17 de dezembro de 2014.    Desde então, os dois países reabriram suas respectivas embaixadas, Washington tirou o país caribenho da lista de nações que apóiam o terrorismo e as duas partes avançaram no que diz respeito a abertura de viagens e negócios bilaterais.