'WSJ': Economista sem papas na língua ajuda partido Ciudadanos, revelação na Espanha

Luis Garicano está agitando as eleições espanholas do dia 20 de dezembro

Matéria publicada no The wall Street Journal, nesta segunda-feira (14), fala que a propensão de Luis Garicano por sua franqueza, tornou-se o economista mais conhecido da Espanha. Ele já repreendeu dois primeiros-ministros e alguns dos homens mais ricos do país. Um artigo contundente que ele ajudou a escrever no ano passado sobre um político que inflou seu currículo gerou tantas respostas que derrubou o servidor do blog.

Agora, Garicano, que tirou licença de sua cadeira de professor da London School of Economics, está agitando a corrida para as eleições espanholas de 20 de dezembro como principal arquiteto político do Ciudadanos, um partido outrora obscuro cuja popularidade crescente tem sido a surpresa da campanha. As pesquisas mostram que nem o Partido Popular, que está no governo, nem os socialistas da oposição estão perto de obter uma maioria absoluta, o que dá poder de influência ao Ciudadanos, de centro-direita.

O partido Ciudadanos (Cidadãos, em português) foi fundado em 2006 na rica região da Catalunha e se concentrou na oposição ao movimento separatista catalão. A experiência política de Garicano, o carisma do jovem líder do partido, Albert Rivera, e o desencantamento generalizado com a classe dominante, depois de anos de turbulência econômica, têm ajudado o partido a crescer nacionalmente. Os partidos mais antigos têm intensificado seus ataques ao Ciudadanos sem muito sucesso. O conservador Partido Popular, do primeiro-ministro Mariano Rajoy, os principais partidos de oposição, o Socialista e o Ciudadanos, estavam embolados numa pesquisa feita no fim de novembro pela Metroscopia. Analistas políticos dizem que a aliança pós-eleição mais lógica seria entre o Partido Popular e o Ciudadanos. Mas Rivera disse que, se o Ciudadanos não vencer, ele não apoiará Rajoy para um segundo mandato.