UE prevê a chegada de 3 milhões de migrantes entre 2015 e 2017

A Comissão Europeia calcula que quase três milhões de pessoas chegarão à União Europeia (UE) entre 2015 e 2017, fugindo da guerra e da pobreza.

A Comissão prevê a chegada de um milhão de pessoas em 2015, 1,5 milhão em 2016 e meio milhão em 2017. Estas chegadas aumentam a população do bloco em 0,4%, uma vez que as solicitações de asilo sejam aceitas.

Nesta quinta-feira, a ONU revisou em alta a previsão da chegada de migrantes à Europa e prevê a entrada de mais 600 mil pessoas em quatro meses, procedentes da Turquia.

"Entre novembro de 2015 e fevereiro de 2016, o Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) antecipa que podem acontecer, em média, 5 mil chegadas por dia a partir da Turquia, provocando um total de 600 mil chegadas a Croácia, Grécia, Sérvia, Eslovênia e a ex-república iugoslava da Macedônia", afirma um comunicado.

A Alemanha informou nesta quinta-feira que o país registrou a entrada de 181.166 migrantes em outubro, um número recorde, que eleva a 758.473 o total desde o início do ano.

Os dados são procedentes do sistema alemão Easy, que contabiliza os migrantes que chegam ao país e pretendem solicitar asilo e ainda não fizeram, segundo o ministério do Interior.

O ministério não descarta a possibilidade de pessoas registradas duas vezes ou outras que não estão registradas.