Brasileiro é preso na Itália suspeito de assassinato

Jovem de 22 anos teria matado colega em briga por cocaína

A polícia da Itália prendeu um jovem brasileiro de 22 anos como o principal suspeito pelo assassinato do português Pedro Pupo Nunes da Silva Horta, de 18 anos, cujo corpo foi encontrado em 17 de junho, em um prédio abandonado em Milão. O brasileiro, que está em situação irregular no país e já possui antecedentes criminais, dividia um imóvel com a vítima e desapareceu depois da morte de Horta. 

Identificado como Melquisedeque Silva de Almeida, o brasileiro era procurado para cumprir uma pena de oito meses de prisão, junto com outros imigrantes, por depredação e incêndio em um Centro de Identificação e Expulsão (CIE), em 2013. As autoridades chegaram ao jovem após relatos de outros brasileiros que eram amigos do português e do pai da vítima, que prestou queixa por desaparecimento.

Através de interceptações telefônicas, a polícia encontrou o suspeito em Bari para ser interrogado em Milão. No depoimento, ele confessou ter matado o amigo depois de uma briga por alguns gramas de cocaína. Ele teria usado uma faca contra o português.