Nova Zelândia adota termo 'gênero diverso' em documentos

A Nova Zelândia se tornou o primeiro país do mundo a reconhecer um "terceiro sexo" em documentos oficiais. Agora, as pessoas poderão assinalar "sexo diverso" quando foram questionados sobre seu gênero.

A diretora do Statistics New Zealand, Jo-Anne Allan, explicou que essa terminação não é obrigatória, mas aconselhada nos casos de transtorno de identidade e gênero.

"O termo é muito novo, mas acreditamos que com o tempo será sempre mais usado e aceitado. É uma questão complexa porque a identidade de gênero atinge o modo como a pessoa se sente e vive seu próprio gênero, o que pode mudar durante a vida", diz Allan.

A dirigente ainda destacou que essa escolha não será divulgada em nenhum documento e só será utilizada quando houve uma "boa razão" para seu uso.