Porta-voz nega que ministro das Finanças alemão considera renunciar

Especulações sobre demissão de Schaeuble correram a imprensa alemã neste sábado

Um porta-voz do Ministério das Finanças da Alemanha negou as especulações sobre uma possível renúncia do ministro Wolfgang Schaeuble, que rondaram a imprensa alemã neste sábado (18). Havia hipóteses de que Schaeuble poderia pedir demissão do cargo por conta de divergências com a chanceler Angel Merkel sobre a questão da Grécia. 

Em entrevista à revista Der Spiegel, o ministro das Finanças foi questionado se poderiam surgir problemas caso ele discordasse de Merkel em relação ao apoio financeiro à Grécia, e respondeu que sempre poderia pedir à chanceler para liberá-lo de suas funções à frente do ministério. 

Meios de comunicação no país repercutiram a entrevista sugerindo que Schaeuble estava pensando em deixar o cargo, e a própria Der Spiegel também usou trechos da entrevista sob o título "Schaeuble traz demissão para o jogo".

Um porta-voz do Ministério das Finanças negou as especulações e disse que não comentaria mais sobre o assunto.

Wolfgang Schaeuble é ministro das Finanças da Alemanha desde 2005, e aos 72 anos de idade se torna uma das figuras mais importantes na Europa, em meio à crise do euro. Ele é uma das lideranças que mais se opõe a um tratamento brando à Grécia, e se posicionou contra as renegociações da dívida grega recentemente.