Escritor italiano ameaçado de morte visita museus em área dominada pela Camorra

O escritor Roberto Saviano voltou para a cidade de Casal di Principe, na província de Caserta, neste domingo (21) para visitar um série de museus em uma área dominada pelo clã Casalesi.

O grupo, um dos braços mais fortes da Camorra e que tinha como base a cidade visitada, ameaçou de morte o escritor por revelar como o esquema mafioso funcionava. Os museus ficam, exatamente, em uma vila que tinha como "dono" um dos chefes da Camorra.

"Após oito anos, volto a Casal di Principe. Encontrarei embaixadores do renascimento, os voluntários que guiarão os presentes na Casa Don Diana, bem confiscado do boss Egidio Coppola, conhecido como Brutus", postou em sua conta de Facebook.

Saviano ainda ironizou aqueles que o ameaçaram de morte e disse que "com muito orgulho, eu posso dizer a vocês: após oito anos, eu ainda estou aqui. Vocês, ao invés disso, Iovine, Bidognetti, Zagaria, Schiavone, estão na prisão".