Hollande pede ajuda internacional na luta contra o terror

Em discurso no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, o presidente da França, François Hollande, disse que o sistema financeiro deve cortar as fontes do terrorismo.    Ainda segundo ele, a comunidade internacional e as grandes empresas precisam colaborar para dar "uma reposta global" ao terror.    

Hollande recordou que a França faz parte da coalizão internacional que luta contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e que está presente na África para apoiar governos locais em suas iniciativas contra o terrorismo. "A França não pode fazer tudo sozinha", apontou.    

O presidente disse ainda que "qualquer país do mundo pode ser golpeado pelo terrorismo e todos devemos nos manter lúcidos".