França incrimina 4 por ligação com terrorista Amedy Coulibaly

Suspeitos teriam ajudado a fornecer armamentos ao terrorista

A França informou hoje (21) que quatro pessoas detidas na semana passada em uma operação antiterrorismo estão sendo indiciados por "associação delinquente". Eles seriam cúmplices de Amedy Coulibaly, o terrorista que sequestrou um mercado judaico em Paris. As quatro pessoas foram detidas junto com outros oito suspeitos de terrorismo, em uma operação realizada em zonas da capital francesa. 

O procurador de Paris, François Molins, disse que há evidências de que três suspeitos teriam comprado "materiais" em lojas de armamentos para fornecer a Coulibaly. O sequestro ao mercado judaico ocorreu no dia 9 de janeiro e deixou cinco mortos, sendo quatro reféns e um policial. O atentado aconteceu dois dias depois dos irmãos Kouachi invadirem a sede do jornal "Charlie Hebdo" e matarem 12 pessoas. Desde os atentados na França, toda a Europa está em alerta contra possíveis ameaças terroristas. Alguns países, como a Itália e a Bélgica, aumentaram o nível de vigilância. (ANSA)