Refém sul-africano morto no Iêmen seria solto amanhã

O refém sul-africano Pierre Korkie, assassinado pelos terroristas da Al Qaeda no Iêmen durante uma operação de resgate dos Estados Unidos, seria libertado no domingo (7), segundo a ONG Gift, que negociava com os terroristas.    

Korkie trabalhava desde 2010 como professor no país e foi raptado ao lado da companheira, Yolande, em maio do ano passado.    

A mulher foi solta no último mês de janeiro, graças à mediação da entidade.