Netanyahu demite dois ministros e anuncia eleições em Israel

O premier de Israel, Benjamin Netanyahu, demitiu na tarde desta terça-feira (2) os ministros das Finanças, Yair Lapid, e da Justiça, Tzipi Livni, ambos expoentes de centro que haviam criticado o governo. Ele também anunciou que a atual legislatura será dissolvida o mais rápido possível, para depois ser estabelecida uma data para eleições antecipadas no país. Segundo Netanyahu, o objetivo é fazer com que o vencedor do pleito receba um "claro mandato do povo israelense".    

A decisão foi tomada após duras críticas feitas por Lapid e Livni ao primeiro-ministro nos últimos dias. "Não vou tolerar mais oposição dentro do governo e nem ministros que atacam as políticas do governo e seu líder", afirmou o premier. 

Mais cedo, a responsável pela pasta da Justiça havia dito que as eleições antecipadas seriam uma forma de substituir um executivo marcado por "extremismo, vontade de provocação e paranoia". Já o ministro das Finanças chamou o chefe de governo de "irresponsável" e o acusou de não manter promessas.