Policial de Ferguson pede demissão da corporação

Darren Wilson matou jovem negro desarmado

O policial Darren Wilson deixou, oficialmente, a corporação em Ferguson neste domingo (30), informou seu advogado. Wilson foi o responsável pela morte do jovem negro Michael Brown, 18 anos, que estava desarmado.    

Cinco dias após o júri da cidade decidir que ele não iria ser processado pela morte de Brown, ele apresentou uma carta de demissão "imediata", afirmando que se continuasse no cargo poderia colocar em risco a vida dos cidadãos e de outros policiais.    

A morte de Brown causou violentos protestos por todo o país. As manifestações começaram no dia 9 de agosto, quando Brown foi morto pelo policial. Segundo testemunhas, o jovem de 18 anos não reagiu a abordagem policial e estava com as mãos para o alto quando recebeu seis tiros de Wilson. Já o policial se defende dizendo que o jovem negro tentou agredi-lo e estava "transtornado".    

No dia 25 de novembro, a Justiça do Missouri decidiu não julgar o policial pela morte de Brown, o que fez com que a população de todas as partes dos EUA protestasse contra a decisão.