Autoridades identificam 2º carrasco francês do Estado Islâmico

Jovem de 22 anos teria sido um dos assassinos de Peter Kassig

A França identificou um novo carrasco que aparece no vídeo publicado pelo Estado Islâmico (EI, ex-Isis) no último domingo (16), que mostra a decapitação do refém norte-americano, Peter Kassig. Trata-se do francês Michael Dos Santos, de 22 anos. Segundo o canal TV France 2, nesta quarta-feira (19), a confirmação ainda não foi oficializada pelo governo.

   O jovem seria da periferia de Paris e teria adotado o nome muçulmano de Abou Othman. Na França, Dos Santos era conhecido pela polícia por reivindicar atos de violência e fazer elogios à ações criminosas nas redes sociais.

    Na última segunda-feira (17), autoridades francesas já haviam identificado Maxime Hauchard, de 22 anos, que também aparece no vídeo. Hauchard é francês, nascido na Normandia e se converteu ao Islã antes de deixar o país, em agosto de 2013, em direção à Síria.

   Egito - Um cantor egípcio, Shaaban Abdel Rehim, anunicou que recebeu ameaças de morte. As ameaças começaram após Rehim cantar uma canção contra o EI e seu líder Abu Bakr al-Baghdadi. Informa o site Al Arabiya.

    Na música, o cantor chama al-Baghdadi de "emir da criminalidade" e o EI de "um grupo de loucos". Rehim afirmou que recebeu telefonemas do exterior. Uma com acento da Síria ou do Líbano o ameaçou de morte em nome do grupo terrorista.

    EI na Líbia - Segundo a CNN, o grupo jihadista conta com 800 milicianos em Derna, na Líbia. Segundo o canal norte-americano, ao menos 300 militantes seriam líbios. O grupo já teria dominado parte da região. (ANSA)