Papa pede que bispos escutem o povo em pesquisa sobre conceito de família

A partir de amanhã, Igreja Católica debaterá a família moderna

Na véspera do início do Sínodo sobre a família, o papa Francisco pediu aos bispos que "tenham o dom de escutar". O encontro inicia neste domingo (05) e debaterá temas polêmicos sobre as famílias modernas, como a admissão de divorciados que se casaram novamente na comunhão e o casamento gay. Serão duas semanas de discussão sobre os temas.    

O Pontífice pediu que os religiosos "escutem Deus", mas que também "escutem o povo" para que "haja disponibilidade para um confronto sincero, aberto e fraterno" de ideias. Ele ainda pediu que eles tenham "responsabilidade pastoral sobre os questionamentos que essa mudança de época impõem". 

  Em oração, Jorge Bergoglio pediu que "deixemos o nosso coração falar, sem jamais perder a paz e com a confiança que a presença do Senhor não faltará para reconduzir à unidade". Ele ainda destacou a presença "dos desafios contemporâneos". "Se nós assumirmos o modo de Jesus pensar, de viver e de relacionar não teremos dificuldade para traduzir isso às pastorais. Às vezes, pela experiência cristã, se abrem estradas novas e com possibilidades impensadas", finalizou o líder da Igreja Católica.