Naufrágios na costa líbia matam pelo menos 130 imigrantes

Segundo o Conselho Italiano para os Refugiados (CIR), o naufrágio de duas embarcações a três milhas da costa da Líbia na noite de quinta-feira (2) teria provocado a morte de 130 pessoas. Os barcos levavam 250 imigrantes rumo à Europa, mas apenas 120 se salvaram. Contudo, somente 10 corpos foram encontrados até o momento.   

"Infelizmente, devemos constatar que a situação na Líbia é tal que os refugiados estão mais do que nunca sendo forçados a encarar o mar em embarcações que não são adequadas nem mesmo para navegar algumas milhas. Tememos que, na falta de medidas urgentes, o número de vidas perdidas no Mar Mediterrâneo não diminua", disse o diretor da entidade, Christopher Hein.    

Os naufrágios ocorreram no dia anterior ao aniversário de um ano do acidente com um barco superlotado no Canal da Sicília, perto da ilha italiana de Lampedusa, que deixou 368 pessoas mortas. A região é tida como uma porta de entrada para imigrantes ilegais na Europa, já que fica mais perto da Líbia do que da própria Itália.