Obama e Netanyahu discutem questão Palestina nos EUA

Em um encontro nesta quarta-feira (1º) com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o "status quo" entre o país judeu e os palestinos deve mudar. A reunião durou cerca de uma hora e meia e foi realizada na Casa Branca, em Washington.    

Esse foi o primeiro "cara a cara" dos dois líderes depois dos conflitos que provocaram a morte de mais de 2,1 mil pessoas na Faixa de Gaza. "É preciso encontrar um modo para alterar o status quo, para que os israelenses estejam protegidos de foguetes nas suas casas e as crianças fiquem em segurança nas suas escolas, mas para que também não se repita a tragédia das crianças palestinas que foram mortas", declarou Obama.    

Pouco depois da reunião, o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, afirmou que os Estados Unidos estão "profundamente preocupados" com a política israelense de construir novas colônias para judeus na Cisjordânia.

No encontro, Netanyahu salientou a importância de evitar que o Irã se torne uma potência nuclear. "Espero com fervor que isso não aconteça durante sua liderança", acrescentou.