Francisco recebe sobreviventes de naufrágio em Lampedusa

O papa Francisco se reuniu nesta quarta-feira (1º) com sobreviventes do naufrágio ocorrido em 3 de outubro de 2013 na costa da ilha italiana de Lampedusa, acidente que deixou 368 imigrantes mortos. O encontro foi marcado pela emoção e pelos apelos do Pontífice para que novas tragédias do tipo não aconteçam.    

"Peço a todos os homens e mulheres da Europa que abram as portas do coração. Quero dizer que estou perto de vocês, rezo por vocês, oro para que as portas fechadas se abram", declarou Jorge Bergoglio, segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.    

A delegação que se reuniu com o Papa era formada por 37 pessoas - todas da Eritreia -, sendo mais de 20 sobreviventes e alguns familiares. Elas chegaram de diversos países europeus que lhes concederam abrigo após a tragédia do ano passado, incluindo Alemanha, Dinamarca, Holanda, Noruega e Suécia.    

Um dos refugiados dirigiu a Francisco algumas palavras em inglês e pediu apoio para o reconhecimento dos mortos que ainda não foram identificados. No final do encontro, Bergoglio cumprimentou um a um todos os presentes.