Corte espanhola suspende plebiscito da Catalunha

A Corte Constitucional da Espanha decidiu por unanimidade suspender o plebiscito separatista convocado pelo presidente da Catalunha, Artur Mas, após um recurso apresentado pelo premier Mariano Rajoy.

Segundo o governo espanhol, a votação marcada para o dia 9 de novembro é irregular porque não foi chancelada pelo Parlamento de Madri, como manda a lei. Contudo, a decisão da Justiça já era esperada pelos catalães, que devem seguir adiante, apesar da impugnação.

"A consulta de autodeterminação que eles querem fazer atenta contra os direitos dos espanhóis. A Constituição se baseia em uma unidade indissolúvel da Espanha", declarou Rajoy. Com isso, o plebiscito fica oficialmente suspenso por ao menos cinco meses, enquanto se aguarda uma decisão final da Corte.