Conselho de Segurança aprova resolução contra recrutamento de terroristas

O Conselho de Segurança das Nações Unidas, presidido nesta quarta-feira (24) por Barack Obama, aprovou por unanimidade uma resolução que pede aos Estados-membros para "prevenir e reprimir" o recrutamento de pessoas por parte de grupos terroristas.    

O documento solicita aos países medidas para tornar ilegais a ida ao exterior ou a facilitação de viagens de outros indivíduos para "planejar, preparar, perpetrar ou participar de atos de terrorismo". A iniciativa é uma forma de reforçar a cooperação internacional e regional e de intensificar a troca de informações relacionadas às movimentações de extremistas.    

A resolução ainda diz que os Estados devem "exigir que as companhias aéreas sob suas jurisdições forneçam antecipadamente dados sobre passageiros, com o objetivo de controlar o trânsito em seus territórios" de pessoas sujeitas às sanções da ONU.    

Durante a reunião do Conselho, Obama declarou que 15 mil jihadistas de mais de 80 nações foram à Síria nos últimos anos para combater ao lado de organizações terroristas.