Jato particular 'fantasma' cai no mar da Jamaica

Aeronave foi interceptada por caças que viram piloto desacordado

Um pequeno jato particular caiu no mar da Jamaica, a cerca de 14 milhas ao norte do território, nesta sexta-feira (05), informaram funcionários da aviação do país aos veículos de imprensa dos Estados Unidos.

Ele havia sido interceptado por dois caças F-15 norte-americanos e um caça cubano que não conseguiam contato por rádio com o piloto do avião. O voo teria partido da Flórida com destino a Nova York, mas saiu completamente da rota e as equipes em terra não conseguiam contato com a aeronave.

Segundo a NBC News, os norte-americanos que conseguiram visualizar a cabine do jato afirmaram que "o piloto estava sem consciência e com o corpo caído". Ainda de acordo com a mídia norte-americana, a pequena aeronave voou por sete horas e caiu pela falta de combustível.

Ainda não se sabe as causas do acidente, mas é bem provável que o piloto e as pessoas que estavam a bordo foram atingidos por uma "forte hipóxia" - nome dado a baixa concentração de oxigênio no sangue.

O avião tinha capacidade para seis ou sete pessoas, mas os militares norte-americanos afirmaram que havia duas pessoas a bordo, além do piloto. Eles também teriam visto cristais de gelo nas janelas dos passageiros.