"Estou morrendo", escreve em redes sociais ativista baleada na Ucrânia

A manifestante ucraniana Olesya Zhukovskaya, 21 anos, anunciou numa rede social popular da Ucrânia e no Twitter a frase “estou morrendo”, após ser baleada no pescoço pelas forças de segurança do governo.  A ativista estaria trabalhando como médica voluntária, ajudando os feridos nos protestos de Kiev.

Zhukovskaya não postou nada após a mensagem de sua possível morte. Ainda não se sabe se a jovem está viva ou morta. Há informações de manifestantes antigoverno de que ela estaria viva em um hospital. 

Outra jovem ucraniana chamada Halyna Tytysh postou no facebook uma mensagem dizendo que havia uma mulher “com lesão no pescoço” em um hospital da cidade em estado “grave”, mas que os médicos acreditam que “ela vá sobreviver”. Os manifestantes acreditam que a ferida pode ser Zhukovskaya.