UE deverá reduzir sanções ao Irã já em dezembro

Países-membros do bloco devem discutir o assunto em breve

A União Européia deverá reduzir a primeira sanção imposta ao Irã já em dezembro, declarou o Ministro das Relações Exteriores da França, Lauren Fabius, referindo-se ao acordo assinado com Teerã sobre seu programa nuclear. 

Uma reunião entre países da União Européia deverá ser convocada em breve para discutir o assunto. A retirada da sanção deverá ser limitada, específica e reversível. Indagado sobre a não participação de Israel no acordo e sobre um possível ataque preventivo por parte do país, Fabius declarou que "no momento não faria sentido".

    Na madrugada de sábado, 24, o Irã chegou a um acordo com o grupo 5+ 1 (EUA, Rússia, Grã-Bretanha, China, França e Alemanha) sobre seu programa nuclear. Teerã aceitou paralisar suas atividades nucleares por seis meses, em troca do alívio das sanções econômicas impostas ao país. Segundo o acordo, o Irã interromperá o enriquecimento de urânio acima de 5%, não construirá novas centrais nucleares e neutralizará sua reserva de urânio enriquecido a até 20%. (ANSA)