Presidente do Irã reitera que programa nuclear tem fins pacíficos

O presidente do Irã, Hassan Rohani, disse que seu país não representa uma ameaça ao mundo ou ao Oriente Médio, em seu discurso durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), reiterando que seu programa nuclear não tem fins militares. "O programa nuclear é pacífico"."As armas nucleares estão em conflito com os interesses nacionais do Irã, mas Teerã tem o direito de enriquecer urânio para fins pacíficos", afirmou Rohani.

    "Entramos em um diálogo imediato" sobre o programa nuclear iraniano, "mas é irrealista e uma ilusão pensar que podemos fazer imposições. O precisamos é respeito e cooperação", acrescentou. Para Rohani, as sanções contra o Irã são "pura e simples violência". "Sanções como manifestação de violência estrutural são desumanas e contra a paz", acrescentou.

    Sobre a Síria, o presidente iraniano disse que outros países ajudaram a militarizar a nação e que não existe solução militar para a crise política. "A tragédia humana na Síria representa um exemplo doloroso da propagação da violência e extremismo na região", concluiu. Rohani ainda adevertiu sobre o perigo de grupos terroristas terem acesso a armas químicas e criticou o "uso de drones contra pessoas inocentes para combater o terrorismo". (ANSA)