Bashar al-Assad garante destruição de armas químicas

O presidente sírio, Bashar al-Assad, afirmou hoje (19) que seu país está empenhado em destruir as armas químicas em um ano. Al-Assad confirmou os compromissos tomados com a Rússia, em entrevista para a televisão norte-americana Fox.    O desarmamento químico deve custar à Síria cerca de US$ 1 bilhão, informou ele.    

Na entrevista, o presidente negou mais uma vez que as forças do governo sírio sejam os responsáveis pelo ataque químico denunciado nas proximidades e Damasco em 21 de agosto passado (como denunciam os países ocidentais, liderados pelos Estados Unidos) ou de outras nações parecidas.