Pelo menos 44 pessoas morrem em ataque na Nigéria

Pelo menos 44 fiéis muçulmanos morreram e 26 ficaram feridos ontem, dia 11, em uma mesquita de Kondunga, no estado de Borno, no noroeste da Nigéria, após um ataque conduzido por homens armados. Segundo testemunhas locais, os autores do ataque usaram uniformes militares que poderiam ter sido roubadas durante um assalto a uma base do Exército ocorrida há poucos dias. 

Após entrar na mesquita, eles atiraram contra as dezenas de fiéis que estavam rezando. Segundo a mídia local, outras 12 pessoas foram assassinadas em outro ataque ocorrido no vilarejo de Ngom, perto de Maiduguri, capital do estado de Borno. 

Em maio passado a Nigéria declarou o estado de emergência em três estados do noroeste, onde há anos o Exército nigeriano caça os milicianos islâmicos de Boko Haram, a seita que tenta eliminar a minoria cristã e criar um estado islâmico no norte do país. Em um vídeo publicado hoje, o líder de Boko Haram, Abubakar Shekau, desmentiu de ter sido morto durante a grande ofensiva militar lançada pelo governo de Abuja e reivindicou os recentes ataques contra as forças de segurança no noroeste da Nigéria.