Polícia da Espanha analisa caixa-preta de trem que descarrilou

Técnicos de polícia de Santiago de Compostela, na Espanha, começam nesta terça-feira (30) a analisar a caixa-preta do trem que descarrilou no dia 24 de julho, provocando a morte de 79 pessoas e deixando 178 feridos. 

Um diretor do serviço de segurança da Renfe, empresa que gerencia as ferrovias espanholas, irá acompanhar a abertura da caixa, cuja análise deve esclarecer o por quê do motorista Francisco José Garzón Amo não ter freado na curva. Os dados da caixa-preta serão analisados pelo juiz Luis Alaez.    

O condutor está sendo acusado de homicídio culposo.