Sobe para 79 o número de mortos do acidente com trem na Espanha

 Subiu para 79 o total de mortos vítimas do acidente com um trem que descarrilou em Santiago de Compostela, no noroeste da Espanha, na última quarta-feira (24). A informação foi confirmada hoje (28) pelas autoridades espanholas.

Setenta feridos estão no hospital. A operação para remover a locomotiva do comboio que descarrilou terminou hoje por volta de 5h, o que permitirá o restabelecimento da circulação na terceira faixa da linha ferroviária. Duas foram reabertas na sexta-feira (26).

O funeral das vítimas do acidente deve acontecer na segunda-feira (29) à tarde e contará com a presença de representantes da família real espanhola e do presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy.

O acidente ocorreu no último dia 24 com o trem que fazia a rota Madri e Ferrol. Há suspeitas de que o maquinista Francisco José Garzón Amo, de 52 anos, tenha extrapolado a velocidade permitida. Ele está internado no Hospital Clínico de Santiago, sob custódia policial, e recurou-se a prestar esclarecimentos à polícia.

Garzon é suspeito de dirigir rápido demais. Os relatórios dizem que o trem estava a uma velocidade de 190 quilômetros por hora (km/h), sendo que a velocidade máxima permitida é 80 km/h no local onde ocorreu o acidente.