Confrontos no Egito deixam sete mortos

Pelo menos sete pessoas morreram em confrontos registrados entre manifestante a favor e contra o governo do presidente do Egito, Mohamed Mursi, no Cairo, informaram fontes médicas.

Os médicos ainda revelaram que dezenas de pessoas encontram-se feridas, muitas delas "em estado grave" no bairro de Guiza, na periferia do Cairo. 

Mursi pediu ao Exército que retire um ultimato de 48 horas para que ele dê uma resposta institucional às reclamações das milhões de pessoas que saíram às ruas nos últimos dias, dizendo ter "legitimidade constitucional".