Tumultos deixam um morto e 140 feridos na cidade egípcia de Alexandria

Uma pessoa morreu e mais de 140 pessoas ficaram feridas em confrontos ocorridos hoje na cidade de Alexandria entre manifestantes a favor e contrários ao presidente egípcio Mohamed Morsi. Os confrontos começaram em frente à sede da Irmandade Muçulmana, bancada do mandatário, localizada no bairro de Sidi Gaber, que foi incendiada pelos manifestantes. Outras sedes do partido foram incendiadas em Sharkeyia e a Beheira, no delta do rio Nilo. 

As imagens divulgadas pela rede televisiva árabe Al Jazira mostram as chamas que tomam o prédio e os manifestantes que jogam documentos gritando o slogan "Abaixo o reino da Irmandade Muçulmana".    

"Condeno com firmeza a violência em todas suas formas contra as pessoas, independentemente de suas crenças ou de suas identidades", escreveu em uma mensagem no Twitter o líder das forças da oposição, Mohamed El Baradei, acrescentando que "quanto mais pacíficos somos mais fortes nos tornamos".