Novo embaixador do Brasil diz que país quer trazer ONU para século 21

O Brasil declarou que tem uma preocupação de trazer a ONU para o século 21 no sentido de modernizar suas instituições. A proposta inclui a reforma do Conselho de Segurança, como contou o novo embaixador do Brasil na organização, Luiz Alberto Figueiredo Machado. 

"O Conselho de Segurança, como está hoje, claramente não responde mais às necessidades de manutenção de paz e segurança internacionais. O Brasil ativamente continuará a propor este debate, a participar deste debate. E nós não tememos nenhum aspecto desse debate. Vamos continuar a fazer um trabalho, que é uma marca brasileira, de buscar as pontes, buscar o entendimento, buscar a convergência", afirmou.

Segundo o novo embaixador brasileiro na ONU, este é o caminho para se chegar à reforma do Conselho, que tem cinco membros permanentes e 10 rotativos.

Luiz Alberto Figueiredo Machado falou à Rádio ONU logo após apresentar suas credenciais ao secretário-geral, Ban Ki-moon.

Carioca, 57 anos, o embaixador já serviu no Chile, nos Estados Unidos, no Canadá e na França. Ele é especialista em meio ambiente e desenvolvimento e foi o negociador-chefe do governo brasileiro durante a Conferência Rio + 20, realizada no Rio de Janeiro, no ano passado.