Premiê australiana é ridicularizada por tricotar canguru para bebê real  

A primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, virou alvo de controvérsia em seu país após aparecer na edição local da revista Women's Weekly tricotando um canguru de brinquedo para o filho do príncipe britânico William e da duquesa Catherine, que deve nascer em julho, informa o jornal britânico The Guardian. 

As imagens mostram Gillard em uma poltrona, cercada de novelos de lã e com o cão Reubens a seus pés. Segundo o The Guardian, a imprensa local se dividiu em reações que consideraram a sessão de fotos "extraordinária" e "artificial", estes últimos lembrando que a premiê tradicionalmente se recusar a apresentar seu lado feminino. 

A senador a Fiona Nash afirmou que a peça pareceu falsa e mostrou a "falta de conexão" da  premiê com o público australiano. "Nós sabamos que a premiê é boa em contar uma história, agora nós temos uma prova visual disso", afirmou o político liberal  Christopher Pyne. 

"Costurar para o bebê de Kate Middleton - eu costuro para bebês - faz parte dos pequenos projetos em uma vida que me deixa pouco tempo livre", contou Gillard à revista. "Eu achei que seria uma coisa simpática de fazer. Então me lancei ao desafio de costurar um bichinho e por que não um canguru?", acrescentou.

A Austrália é membro do Commonwealth e por isso a rainha da Inglaterra é sua chefe de Estado. O primeiro filho de William e Catherine nascerá em meados de julho.