Organização antispam sofre maior ataque cibernético da história

Conforme informou o jornal "The New York Times" (NYT)nesta quarta-feira (27), a organização antispam Spamhaus sofre inúmeras tentativas de acesso a seus servidores desde o dia 18 de março. As investidas são uma tentativa de tirar do ar seu site e o serviço de bloqueio de spam (lixo eletrônico). O ataque é considerado por especialistas o maior da história.

A sobrecarga de tentativas de acesso apresentou um volume médio de tráfego de 75 Gbps e atingiu um pico de 300 gigabits por segundo (Gbps), ainda de acordo com informações no NYT. As informações publicadas no jornal foram obtidas junto à CloudFare, empresa que mantém um serviço de proteção contra ataques virtuais. 

Os ataques começaram no dia 18 de março depois que a Spamhaus bloqueou o provedor holandês "Cyberbunker". O provedor promete hospedar qualquer conteúdo que não seja pedofilia e terrorismo. Segundo a Spamhaus, os serviços do Cyberbunker estariam sendo usados por spammers para enviar e-mails indesejados a milhões de pessoas na internet.

De acordo com a BBC, autoridades policiais em cinco países estão investigando os ataques.