Cinco homens confessam ter estuprado turista suíça na Índia

Cinco homens confessaram ter participado  do estupro de uma turista suíça que acampava num vilarejo no centro da Índia na sexta-feira (15). O episódio ganhou repercussão internacional e coloca os holofotes para a questão da violência contra a mulher no país, considerada grave pela comunidade internacional. 

A mulher acampava com o marido no distrito de Datia enquanto faziam uma viagem de bicicleta pela região. As autoridades suíças já pediram uma investigação rápida para o caso e a imprensa indiana vem dando destaque ao assunto. 

Segundo agências internacionais, o grupo atacou o marido com pedaços de pau e o amarrou antes de violentar sua esposa. Pelo menos 20 pessoas foram presas após o ataque. 

Caso reincidente 

O incidente acontece três após a morte de uma estudante de medicina que sofreu estupro coletivo em Nova Déli. O caso chocou o mundo e causou indignação no país e no mundo. Diversas manifestações, que chegaram a registrar casos de violência, pediam justiça. 

A estudante não resistiu aos ferimentos e, mesmo tendo sido transferida para tratamento em Cingapura, morreu no dia 28 de dezembro do ano passado. 

Com informações de agências internacionais