Votação para eleger presidente da Itália tem maioria de votos em branco

ROMA - Na primeira votação para eleger o presidente do Senado italiano, a maioria dos votos foram em branco, o candidato que conseguiu o maior número de votos foi Luis Alberto Orellana, do Movimento 5 Estrelas (M5S), do ex-humorista Beppe Grillo. Dos 313 senadores que votaram, 246 votaram em branco. Orellana, obteve 52 votos, seguido por Cosimo Sibilia, do Povo da Liberdade (PDL), com 4 votos.

 Para ser eleito o candidato teve obter a maioria dos votos, que no caso são 160. A maioria de votos brancos já era prevista. Pier Luigi Bersani, líder do Partido Democrático (PD), e o líder do PDL, Angelo Alfano, já haviam anunciado que iriam votar em branco na primeira votação. A ideia é ter mais tempo para fortalecer as alianças. Na votação para eleger o presidente da Câmara a maioria também foi de votos brancos.

 Dos 618 votos, 459 foram em branco. O candidato com maior número de votos foi Roberto Fico, do M5S, que obteve 108 do seu grupo parlamentar. Para se eleger o candidato deve ter no mínimo 420 votos. A próxima sessão de votações ocorre às 14h45, horário local (10h45 horário de Brasília).