Eleito Papa, argentino era pouco procurado em sites de apostas  

A eleição do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio para novo Papa na última quarta-feira surpreendeu muitos, em especial apostadores de todo o mundo. 

Na maioria dos grandes sites de apostas, Bergoglio - agora papa Francisco - não aparecia entre os primeiros colocados das projeçõs.

No site de apostas PaddyPower, o favorito era o arcebispo italiano Angelo Scola, seguido pelo brasileiro Odilo Scherer. Peter Tukson, de Gana, também aparecia com uma boa colocação.

Para os apostadores, Scola aparecia com um percentual de eleição que beirava os 30%, e Odilo estava logo atrás, com cerca de 22%, de acordo com as estatítiscas doPaddyPower

O porta-voz do site de apostas, Rory Scott, afirmou, em entrevista ao Huffington Postno começo de março, que a empresa esperava alcançar até US$ 7 milhões com as apostas. 

A LadBrokes afirmou que as apostas no argentino não ultrapassaram 10 libras, de acordo com o site Express.

Novas apostas

Passada a eleição, ainda é possível fazer apostas sobre os futuros atos do papa Francisco, quantas viagens internacionais ele deve fazer por ano ou até mesmo quem será o novo Papa após o argentino. 

No PaddyPower, o país natal do novo Papa é o favorito na aposta dos destinos internacionais, seguido do Brasil e das Filipinas - ambos países com grande população católica.

Sobre projeções do próximo papa a ser eleito, o arcebispo Angelo Scola, da Itália, é mais uma vez favorito: aparece em primeiro lugar com 5/1, seguido de Peter Turkson, com 6/1, segundo dados do PaddyPower. O brasileiro Odilo Scherer, porém, parece ter perdido seu favoritismo nas casas de apostas, e está em 12º lugar com 25/1. No oddschecker, Scola também segue sendo o preferido para a próxima eleição.