Governo da Venezuela reafirma que Chávez está internado no Hospital Militar

O governo venezuelano usou vários de seus representantes, hoje (1º), para afastar os rumores sobre a piora do estado de saúde do presidente Hugo Chávez. O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jorge Arreaza, declarou no começo da noite, que o presidente continua lutando contra sua enfermidade no Hospital Militar de Caracas.

 “Ele está muito tranquilo, acompanhado de seus médicos e parentes”, disse. Arreaza qualificou como “guerra psicológica”, a divulgação de rumores sobre a piora de Chávez nas redes sociais.

 Mais cedo, o vice-presidente, Nicolás Maduro, chamou de “insanos e detestáveis os rumores e mentiras” que estão sendo anunciados sobre a saúde do presidente, e pediu que a população mantenha a “unidade, a confiança e a coragem”.

 Maduro falou ainda sobre as manifestações dos estudantes do país que exigem que Chávez apareça ou que apresente provas de vida. “Este pequeno grupo de estudantes opositores tenta prejudicar o país, assim como, alguns meios de comunicação privados nacionais e internacionais que têm difundido notícias pouco confiáveis”, declarou.

 O ministro de Comunicação e Informação, Ernesto Villegas, rejeitou os rumores sobre a saúde de Chávez e também reafirmou que o presidente está no Hospital Militar de Caracas. “Deixem o povo venezuelano quieto [...] O povo tem o direito a continuar construindo a pátria em meio a um clima de tranquilidade, entusiasmo, solidariedade e amor ao comandante Chávez”, disse.

 Chávez chegou a Caracas no dia 18 de fevereiro, depois de permanecer 68 dias em Cuba e de ter sido submetido à quarta cirurgia na sua luta contra um câncer na região pélvica.