Fiéis tomam praça em Castel Gandolfo à espera de adeus de Bento XVI

A praça Della Libertà, na pequena cidade de Castel Gandolfo, começou a receber centenas de fiéis no início da tarde desta quinta-feira. O local será palco da última aparição de Bento XVI como Sumo Pontífice da Igreja Católica.

O papa deixará Roma por volta, de helicóptero, às 17h (13h, horário de Brasília), rumo a Castel Gandolfo, a 27 quilômetros ao sul de Roma. Bento XVI ficará na cidade por cerca de dois meses, tempo que deve durar a reforma do convento Mater Ecclesiae, onde ele irá retirar-se da vida pública para dedicar-se às orações.

Na manhã de hoje, o acesso à praça ainda era tranquilo, mas logo nas primeiras horas da tarde, com a chegada dos fiéis, uma barreira policial foi instalada para controlar a entrada das pessoas. Em pouco tempo, católicos de várias nacionalidades lotaram o local, carregando faixas e cartazes com frases de agradecimento ao Pontífice.

A última aparição de Bento XVI é esperada para as 17h30 (13h30, horário de Brasília) e deve durar poucos minutos. Ele irá aparecer no balcão central da residência papal de verão, que fica em uma das extremidades da praça. Oficialmente, o papa não deve fazer nenhum discurso, mas um microfone instalado no balcão leva a crer que, no mínimo, o Pontífice irá dar a última benção aos fiéis.

O pontificado de Bento XVI encerra-se oficialmente às 20h (16h, em Brasília) desta quinta-feira. A partir desse horário, inicia-se a Sede Vacante,  terminologia adotada pela Igreja Católica para designar o período entre o fim do papado e a escolha de um novo representante para o Trono de Pedro.