Irã e agência nuclear da ONU não chegam a acordo para inspeções

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) não chegou a um acordo com o Irã para verificar seu polêmico programa nuclear, informou nesta quinta-feira o chefe dos inspetores, Herman Nackaerts, ao retornar de uma viagem à República Islâmica.

"Debatemos sobre uma aproximação estruturada, mas não conseguimos concluir o documento que permitiria examinar a possível dimensão militar do programa nuclear iraniano", declarou o inspetor no aeroporto de Viena. "Ainda não alcançamos um acordo sobre uma data para a próxima reunião", completou.

A AIEA quer assinar um acordo global que permita aos especialistas da ONU investigar livremente o programa nuclear iraniano, ante a suspeita da comunidade internacional de que tem fins militares, o que Teerã nega de maneira veemente.

A falta de um acordo no encontro desta quarta-feira em Teerã, apesar de esperada por diplomatas ocidentais, representa um novo revés nos esforços internacionais para resolver a disputa de uma década sobre o contestado programa nuclear iraniano.

O encontro acontece antes de uma reunião maior entre o Irã e seis potências mundiais agendado para 26 de fevereiro no Cazaquistão a respeito das atividades nucleares iranianas, que o Ocidente alega terem como objetivo desenvolver bombas nucleares. O Irã nega as acusações e diz que seu programa nuclear tem apenas fins pacíficos.