Ex-funcionário é um dos sequestradores na Argélia

Um integrante do grupo que invadiu e fez alguns reféns no campo de gás In Amenas, na Argélia, provavelmente é um ex-funcionário da empresa que trabalhava como motorista dos veículos que operavam na área, informaram hoje fontes das Forças de Segurança.    

O homem, que foi reconhecido por seus ex-companheiros, mas não teve sua identidade revelada, foi demitido no ano passado da empresa.    

O site Maghreb Emergent afirmou hoje que a companhia britânica de petróleo BP decidiu abandonar seus projetos de extensão do complexo de gás em Areg, na província de Tamanrasset, a poucos quilômetros de In Amenas.    

A BP teria enviado um comunicado a empresa que realizava as implantações pedindo para suspender os trabalhos. Em In Amenas, trabalham a empresa argelina Sonatrach, a britânica BP e norueguesa Statoil.