Autoridades colombianas, Farc e EP retomam negociações para acordo de paz

Representantes do governo colombiano, do comando das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército do Povo (EP) participam hoje (23) de mais uma rodada de negociações em busca da paz na região. As reuniões são em Havana, capital cubana. As conversas foram retomadas no dia 14, depois de uma pausa de três semanas e do anúncio do fim da trégua unilateral por parte das Farc.

O desenvolvimento rural é o primeiro tema de uma agenda que inclui seis aspectos, como as garantias para a participação do cidadão, o fim do conflito armado e da solução para o problema das drogas ilícitas. Também há temas relativos à preservação dos direitos das vítimas e dos mecanismos de verificação dos termos firmados nas negociações.

Em comunicado, as Farc e o EP informaram que foi apresentada a quarta proposta sobre desenvolvimento agrícola e rural com dez itens. O tema é o principal das discussões de hoje. Os integrantes das guerrilhas querem, segundo a proposta,  "garantir acesso real e efetivo e o direito comum à terra e ao território", além da criação de um Fundo de Terras.

Também estão na proposta a ampla reforma agrária e rural, medidas socioambientais, democráticas e participativas para a erradicação da fome, da pobreza, da desigualdade e a democratização das relações urbano-rurais.

Os representantes do governo colombiano reiteraram que as negociações estão em discussão.  Houve sinalizações positivas sobre alguns aspectos do documento apresentado, mas sobre outros ainda há resistências.