Primárias no Chile levam mais de 56 mil às urnas

SANTIAGO DO CHILE - Mais de 56 mil pessoas votaram nas primarias presidenciais da Democracia Cristã do Chile (DC), votando entre o ex-prefeito Claudio Orrego e a senadora Ximena Rincón. O presidente da DC, o senador Ignacio Walker, informou que Orrego teve 59,2% dos votos, enquanto Rincón teve 40,87%. Walker observou que a maioria dos eleitores são independentes e classificou as eleições primárias como um de sucesso de participação. 

Orrego, ex-ministro da Habitação e filho do falecido ideólogo da DC Claudio Orrego, destacou que "essas primárias são um convite ao público para fazer as coisas de forma diferente, exigindo uma maior participação. As primárias estão aqui para ficar e que é uma boa notícia para o Chile ". Orrego, eventualmente, terá de enfrentar Michelle Bachelet nas primárias presidenciais, realizadas em junho pela Coalizão de Partidos da oposição para a Democracia. Bachelet, que governou de 2006-2010, ainda não respondeu ao Partido Socialista para representá-lo como candidata à presidência.