Operação militar na Argélia matou 30 reféns

ROMA - A operação do Exército argelino em uma refinaria em In Amenas deixou 30 reféns mortos, dos quais sete são estrangeiros, informou a televisão árabe Al Jazeera, citando fontes locais.

O governo argelino justificou a operação dizendo que os sequestradores pretendiam fugir do local com os reféns.

O governo britânico convocou uma reunião de emergência para discutir a situação. Segundo a imprensa de Londres, dez cidadãos britânicos estariam desaparecidos.

Já a França informou que dois franceses foram retirados da refinaria "sãos e salvos". O Japão também confirmou que três reféns de seu país foram libertados, mas ainda faltam 14.