Feriado na China atrasa liberação de corpo de modelo brasileira

O Ministério de Relações Exteriores informou nesta quinta-feira que ainda não há uma previsão de quando será feito o translado do corpo da modelo cearense Camila Bezerra, encontrada morta na China no dia 1º de janeiro, ao Brasil. Segundo o Itamaraty, o país asiático comemorou até ontem um feriado nacional, o que prejudicou a comunicação entre o Consulado do Brasil no Cantão (região onde a modelo morreu) e o governo local.

O governo do Ceará informou que encaminhou um ofício à embaixada brasileira na China para que o corpo da modelo seja liberado o mais rápido possível. A Casa Civil cearense afirmou na última quarta-feira que as autoridades cearenses irão custear o traslado do corpo de volta ao Brasil, que é de R$ 15 mil, para que o enterro e o velório aconteçam no País. Nesta sexta-feira, o governo informou que não recebeu ainda um retorno das autoridades na China quanto à liberação do corpo. Procurado, o Itamaraty afirmou que o ofício encaminhado pelo governo cearense chegou até a embaixada, que trabalha para agilizar "o quanto antes" os trâmites legais.

Mesmo que o governo tenha garantido o custeio do translado, a família de Camila tenta arrecadar fundos para o enterro. De acordo com a tia de Camila, Cláudia Bezerra, amigos e familiares estão se mobilizando por meio das redes sociais para tentar arrecadar dinheiro para a cerimônia. "Os amigos e familiares não param de nos ligar. Ela era muito querida e muito conhecida por todos", afirmou.

Modelo é encontrada morta na China

Camila Bezerra, 22 anos, foi encontrada morta no bairro de Tianhe Dong, em Guanzhou, na China. O Itamaraty informou que o consulado brasileiro irá prestar toda a assistência à família, que mora em Fortaleza, no Ceará.

Camila foi encontrada morta na manhã do dia 1º (horário local) pelas amigas de prédio. Segundo uma das vizinhas, ela havia ido para uma festa na noite anterior e brigado com o namorado. Na manhã seguinte, uma das amigas que moravam com Camila, no 14º andar, percebeu a ausência da cearense e viu que a janela do banheiro estava aberta. Ao ir até a janela, viu o corpo de Camila no chão do prédio.