Homem que 'guardou' corpo da namorada escapa da pena de morte nos EUA

Um júri do condado de San Joaquin, na Califórnia (EUA), condenou, nesta quinta-feira, Devon Epps, que viveu com o corpo da namorada em decomposição por meses após assassiná-la. As informações são da rede de televisão CBS.

A pena de Epps será decidida nos próximos dias, considerando os apelos dos advogados de defesa, que alegam que o réu sofre de problemas mentais. Por conta da possível insanidade, a pena de morte foi descartada.

Veronica Brown, namorada de Devon Epps, desapareceu no verão de 2011. Meses depois, seus restos mortais foram encontrados em decomposição no apartamento do parceiro. De acordo com o legista, ele a espancou com um pedestal de mesa e a estuprou antes de matá-la por esfaqueamento.