'Ela estava bem', diz amiga da família de brasileira morta durante voo

A brasileira que morreu durante um voo que saiu de São Paulo em direção a Dallas, nos Estados Unidos, aparentava estar bem de saúde, segundo Terezinha Alves Souza Cano, amiga da família da jovem. Helen Leite, 25 anos, era natural de Palmital, no interior de São Paulo, e retornava para o país norte-americano depois de passar as festas de final de ano com os parentes. "Ela passou 10 dias aqui com a família e estava tudo bem", diz Terezinha.

Helen teve um mal súbito a bordo do voo 962 na quarta-feira. O avião da American Airlines decolou do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, à 1h12 da madrugada, com 220 passageiros a bordo e 14 tripulantes em direção a Dallas. Segundo a companhia, o Boeing 777 teve que ser desviado para o Bush International Airport, em Houston (Texas), por conta da emergência.

De acordo com Terezinha, as informações que chegam para a família são escassas. "Nada ainda está resolvido, não sabemos quando o corpo virá para o Brasil. Tudo ainda está muito confuso, por causa do fuso horário. Tudo o que sabemos é que ela teve um mal súbito."

A amiga da família também afirma que o Itamaraty ainda não procurou os pais de Helen para prestar apoio. Segundo Terezinha, pessoas influentes da cidade tentam ajudar a família da jovem, de origem humilde. O Terra tentou contato Ministério das Relações Exteriores, mas ninguém foi encontrado para comentar o caso.

Helen estava há nove meses nos Estados Unidos, onde ganhou uma bolsa para estudar inglês e trabalhava como babá. De acordo com Terezinha, ela voltaria ao Brasil no dia 14 de junho, e tinha planos de se casar e morar em São Paulo.