Presidente do Egito diz que nova Constituição vai garantir liberdade

Alvo de protestos e críticas, o presidente do Egito, Mouhamed Mursi, disse hoje (29) que a nova Constituição, aprovada em referendo, assegura a igualdade dos direitos de todos. Em discurso no Parlamento, ele reiterou a importância da legislação. "Todos são iguais perante a lei e nesta Constituição", disse. “[Haverá] liberdade para todos, sem exceções".

A nova Constituição foi aprovada em referendo por 63,8% dos eleitores. O Senado do Egito foi investido com poderes legislativos até que um novo Parlamento seja eleito em dois meses. A legislação foi criticada por não garantir os direitos das mulheres e limitar a liberdade de expressão e de culto.

Desde novembro, Mursi é alvo de protestos no Egito. A oposição marcou uma manifestação para o dia 25 de janeiro para protestar contra a nova Constituição.