Chávez é operado em Cuba para retirada de tumor maligno

Autoridades venezuelanas não detalharam os desdobramentos da cirurgia

Brasília – O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, foi submetido nesta terça-feira (11) a uma intervenção cirúrgica para a retirada de um tumor maligno na região pélvica. É a terceira cirurgia, na mesma região do corpo, para a retirada de células cancerígenas. Como nas ocasiões anteriores, Chávez está em Havana, Cuba, onde faz o tratamento de combate ao câncer. As autoridades venezuelanas não detalharam os desdobramentos da cirurgia.

Desde o ano passado, o presidente venezuelano luta contra o câncer. Ele chegou a dizer que estava curado da doença. Fez campanha, mas evitou exposições públicas e evitou eventos mais intensos. Acabou vitorioso na disputa com o adversário Henrique Caprilles, que tenta agora o governo do estado de Miranda, o mais importante da Venezuela.

Em comunicado oficial, no final da tarde, o ministro da Comunicação e Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, disse que hoje à tarde uma equipe médica especializada fez a cirurgia em Chávez. "O presidente Hugo Chávez, nesta terça-feira, amanheceu com muita força e inspiração", diz o texto.

O presidente da Venezuela está em Cuba desde ontem (10) para se preparar para a cirurgia. Antes da viagem, fez um pronunciamento à nação e pediu apoio para que o vice-presidente e chanceler, Nicolás Maduro, governe o país.

A posse de Chávez está marcada para o próximo dia 10 de janeiro. Caso não consiga assumir o governo, a Constituição venezuelana determina novas eleições em até 30 dias. Neste período quem assume o Poder é o presidente da Assembleia Nacional (Parlamento da Venezuela), Diosdato Cabello, aliado do governo.