Britânico diz ter provas de que Síria planeja usar armas químicas

William Hague, o ministro das Relações Exteriores britânico, confirmou à BBC ter tido acesso a provas de que o governo do presidente sírio Bashar al-Assad planeja usar armas químicas em suas ofensivas para tentar sufocar a revolta que já dura quase dois anos.

Em entrevista exclusiva, o chanceler disse que as informações de inteligência levaram os governos da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos a emitirem um alerta à Síria sobre as sérias consequências caso esse tipo de armamento seja utilizado em meio à guerra civil que já deixou milhares de mortos.

Em outro desdobramento, fontes militares ocidentais na região do Golfo Pérsico disseram à BBC que o arsenal químico do governo sírio está localizado em cinco bases aéreas e que as potências do Ocidente monitoram de perto esses locais.