Papa pede apoio às vítimas dos conflitos armados no Congo

O papa Bento XVI fez hoje um apelo à comunidade internacional para que ajude a população do Congo, vítima de uma crise humanitária e de conflitos armados. O Pontífice disse que "continuam chegando notícias sobre a situação humanitária na República Democrática do Congo, que há meses se tornou teatro de combates armados e de violência".    

"Para grande parte da população, faltam os meios de subsistência primária e milhares de habitantes foram obrigados a abandonar as próprias casas para buscar refúgio em outros lugares", afirmou.    

No final do comunicado, o papa aproveitou para renovar seu pedido de diálogo e reconciliação, solicitando "à comunidade internacional que se esforce para atender às necessidades da população".   

Há duas semanas, as forças rebeldes do M23 ocuparam a cidade de Goma. No último sábado, os rebeldes decidiram deixar o município, sob a condição de que o governo do Congo entrasse em negociação com eles. O M23 ameaça voltar a tomar a cidade caso não haja diálogo com o presidente Joseph Kabila.