Russa guarda corpo do marido por 3 anos à espera de ressurreição

Autoridades russas informaram que uma mulher manteve o corpo do marido morto em seu apartamento por quase três anos após a morte dele, disse a rede de notícias americana CBS.

Promotores da região de Yaroslavl, no centro da Rússia, descreveram a mulher, mãe de cinco filho, como uma devota cristã pentecostal com históricos psiquiátricos que ficou tão perturbada com a morte do marido, de causas naturais em 2009, que acreditou que o corpo estava "destinado a ressuscitar".

Uma investigação foi aberta após o corpo ser encontrado dentro de um saco plástico dentro do lixo em julho deste ano, depois de a família se desfazer do corpo. Os promotores disseram na segunda-feira que, anteriormente, a mulher mantinha o corpo em uma cama e pedia para que seus filhos conversassem com ele e o alimentassem.

A decisão de descartar o corpo teria sido tomada por dois filhos quando a família se mudou de apartamento.